Skinpress Rss

segunda-feira, 4 de abril de 2016

0


Síndrome de Guillain-Barré: a doença que está crescendo no Brasil (e que você precisa conhecer)


Olá queridos(as),

Hoje lendo uma matéria publicada em um Blog, o qual deixarei o link no final, me deixou surpresa e inquieta em compartilhar o quanto antes essa informação que também é de utilidade pública. Acredito que assim como eu, poucos sabem sobre essa nova doença. 

A Síndrome de Guillain-Barré é uma doença neurológica grave caracterizada pela inflamação dos nervos e fraqueza muscular, que em alguns casos pode ser fatal. Geralmente ela é diagnosticada após algumas semanas de uma infecção viral como dengue ou Zika Vírus, por exemplo.

Segundo as informações do Blog "mil dicas de mãe" essa doença tem sido manchete de vários jornais por conta da suposta ligação com o Zika Vírus (que está praticamente comprovada).
E essa pode ser a explicação para o aumento do número de pessoas no Brasil com a Síndrome de Guillain-Barré (doença considerada rara). Só na Bahia, no ano passado, foram 53 casos confirmados, segundo boletim da Secretaria Estadual da Saúde.
Sendo assim devemos ficar alerta quanto aos primeiros sinais da doença.
O neurologista do Hospital Sarah, em Brasília, Eduardo Uchôa, explica que a síndrome é uma reação autoimune do corpo. O organismo começa a combater um microorganismo, como vírus ou bactéria, e acaba atacando a si próprio. Não existem formas de evitar a doença e as informações sobre a origem são controversas. “Por algum motivo, nosso corpo produz, através de suas células de defesa, anticorpos contra o nosso nervo periférico”, explica o especialista.
Segundo Eduardo Uchôa, dois terços dos casos da Síndrome de Guillain-Barré são precedidos por quadros de gripe ou diarreia e todos os sintomas aparecem em até quatro semanas após os primeiros sinais.
“No quadro inicial, o paciente, geralmente, apresenta alterações de sensibilidade, tem formigamento, sintomas um pouco inespecíficos. Isso vai progredindo para um quadro de fraqueza, chamada de paralisia flácida ascendente, que costuma começar nas pernas e vai subindo. Isso tende a evoluir ao longo de até quatro semanas”, explica Uchôa.


Os sintomas da Síndrome de Guillain-Barré podem ser:


  • Fraqueza muscular, que geralmente começa nas pernas, mas depois atinge os braços, diafragma e também os músculos da face e da boca, prejudicando a fala e a alimentação;
  • Formigamento e perda de sensibilidade nos braços e nas pernas;
  • Dor nas costas, nos quadris e nas coxas;
  • Palpitações no peito, coração acelerado;
  • Alterações da pressão, podendo haver pressão alta ou baixa;
  • Dificuldade para respirar e para engolir;
  • Dificuldade em controlar a urina e as fezes;
  • Medo, ansiedade, desmaio e vertigem.


Quando o diafragma é atingido, o paciente começa a sentir dificuldade para respirar, e neste caso é importante que o paciente seja ligado a aparelhos para respirar. Em caso de suspeita de Guillain-Barré deve-se ir rapidamente para o hospital ou ao neurologista. 
Sendo assim, podemos concluir que a melhor forma de combater e evitar todas essas doenças é a conscientização para eliminar o foco do transmissor, que é o mosquito Aedes Aegypti. Vamos fazer nossa parte. 
Espero ter ajudado com as informações. Vamos repassar.

Att,


Taismara 



http://www.mildicasdemae.com.br/2016/03/sindrome-de-guillain-barre-informe-se-sobre-doenca-que-vem-crescendo-entre-os-brasileiros.html

http://www.tuasaude.com/sindrome-de-guillain-barre/
http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2016-02/entenda-o-que-e-sindrome-de-guillain-barre

sexta-feira, 4 de março de 2016

Autismo e Educação

0

Material para desenvolver a técnica de Linguagem da pessoa autista!

Acesse:

http://pt.slideshare.net/SimoneHelenDrumond/80-planejamento-de-atividades-para-desenvolver-a-linguagem-do-autista

Manual Brincar Inclusivo do UNICEF

0


Neste guia do brincar inclusivo, você encontra sugestões de brinquedos, brincadeiras e jogos que permitem a participação de todas as crianças. você vai ver: incluir é bem mais simples do que parece e torna a brincadeira muito mais divertida!
É só fazer download acessando:

http://oincrivelze.com.br/2015/10/download-manual-brincar-inclusivo-do-unicef/

quarta-feira, 2 de março de 2016

Belo Exemplo

0








Um dos professor da escola Mainspring Academy, na cidade de Jacksonville, Flórida, o norte-americano Chris Ulmer decidiu começar as próprias aulas de forma distinta. Longe da lista de chamada ou de um novo conteúdo a ser apresentado aos alunos, Ulmer reserva os 10 minutos iniciais da aula para elogiar e estimular os estudantes.
Eu gosto de ter você na minha classe. Eu acho que você é muito engraçado. Você é um grande jogador de futebol. Todos aqui amam você“, diz o professor em determinado momento do vídeo a um dos oito garotos com necessidades especiais que são atendidos pela escola.
Com a autorização dos pais das crianças, diariamente Ulmer publica em uma página no Facebook o vídeo da conversa com os alunos. O objetivo do professor é estimular o sentimento aceitação não apenas por parte dos alunos, mas de outros estudantes, membros da escola e pelas próprias famílias dos garotos.
Todos eles vieram de um ambiente de segregação. Agora eles estão participando de atividades escolares, interagindo na frente de centenas de outras crianças“, disse o professor em entrevista ao site da rede ABC. Além dos vídeos, no Facebook o professor disponibiliza grande parte dos trabalhos, músicas e apresentações dos alunos.

Segundo Congresso Nacional de Autismo

0


O Maior Congresso de Autismo.

Vamos participar?


O evento ocorrerá nos dias: 14 a 20 de Março.
Inscreva-se já!

Acesse o site:   http://www.conautismo.com.br/

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

CURSO ONLINE GRATUITO DE DISLEXIA

0

UFMG  OFERECE  CURSO  ONLINE  GRATUITO  SOBRE  DISLEXIA  PARA PROFESSORES 

Pesquisas mostram que 0,5% a 17% da população mundial, apresenta sintomas do transtorno de aprendizagem.

Pensando nessa problemática que os professores enfrentam, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) lançou, junto com o Instituto ABCD, uma plataforma para capacitação de professores, online e gratuito, sobre a Dislexia.
O curso tem como principal objetivo capacitar os educadores a identificarem os sintomas da dislexia e a ensinar o que deve ser feito, oferecendo subsídios e técnicas para um ensino efetivo com resultados positivos. Sabendo como proceder, o educador mostra ao aluno como ele pode lidar com sua limitações específicas, gerando um ambiente escolar mais seguro e acolhedor.
No curso, a plataforma apresenta os seguintes temas:
1- O que é dislexia, 2- Qual a sensação de ter dislexia, 3- O que causa a dislexia , 4- O desenvolvimento da leitura, 5- O cérebro e a linguagem, 6- Processamento da linguagem, 7- Fases da leitura, 8- Resumo, 9- Compreensão, 10- Dificuldades na leitura, 11- Outras dificuldades de leitura.
A UFMG, em parceria com o Instituto ABCD, elaborou o curso a partir da versão criada pela Dyslexia Internacional, que é uma organização sem fins lucrativos que dá treinamentos para professores, assegurando que a alfabetização é possível e efetiva na sala de aula. 

PARA O CURSO ACESSE:
http://dislexiabrasil.com.br/


FONTE:
http://br.blastingnews.com/concursos/2015/04/ufmg-oferece-curso-online-gratuito-sobre-dislexia-para-professores-00369505.html

LIVROS SOBRE EDUCAÇÃO INCLUSIVA

0

Você que é professor, estudante, pesquisador ou quer apenas conhecer mais sobre esse assunto tão importante para uma boa convivência acadêmica, pode fazê-lo baixando os livros gratuitamente para ler quando e onde quiser. São 11 opções, veja só:

Todos os livros são gratuitos e podem te ajudar a ver o mundo de um jeito diferente. 
Boa leitura!

Fonte:http://canaldoensino.com.br/blog/11-livros-gratuitos-sobre-educacao-inclusiva